SRI LANKA

CULTURA E SURF PARA TODOS OS NÍVEIS

País de traços milenares, caracterizado pela multiculturalidade – existem várias línguas e religiões, entre os cerca de 20 milhões de habitantes - e pela oferta de excelentes condições para a prática do surf para todos os níveis. Sobretudo a sul, parte mais exposta às virtudes do Índico, durante quase todo o ano. A Costa Sul e Arugam Bay são os spots mais mediáticos.

 

O Sri Lanka, ou antigo Ceilão, situa-se a sudeste da Índia. Foram os portugueses os primeiros europeus a chegarem lá, no início do século XVI. Possuidor de florestas exóticas e praias paradisíacas de água quente, assim como uma população que privilegia um estilo de vida relaxado, é considerado um país “budget-friendly.

 

Após inúmeras guerras ao longo de 3000 mil anos de história, a última das quais a civil, que só terminou em 2009, já depois da destruição causada pelo tsunami de 2004, o Sri Lanka soube reerguer-se e é, agora, um destino pacificado.

 

Trata-se de um país maioritariamente budista, pelo que deverão ser respeitados os costumes e códigos de vestuário – recomendada a informação junto ao operador Takeoff local. É também de evitar tatuagens visíveis em representação de Buda ou do budismo.

 

Clima 
Tem um clima tropical de monção com características muito próximas do clima equatorial, sobretudo no sudoeste da ilha. Aqui, a precipitação regista dois máximos anuais, em maio e outubro. De novembro a março o tempo é seco e ensolarado nas costas sul (Hikkaduwa) e oeste, sendo a costa leste atingida pela monção. De maio a outubro é a estação seca na costa leste (Arugam Bay), com as costas sul e oeste a serem açoitadas pela monção. As temperaturas do ar e da água rondam em média os 27ºC, durante todo o ano.

 

Material Recomendado

Devido ao clima quente e húmido, roupas leves e de algodão são a opção mais indicada. Para o surf, recomendam-se boardshorts, botinhas de neoprene, licra de manga comprida ou colete de neoprene. Aconselha-se a levar, pelo menos, duas pranchas. O ideal são 3. Não esquecer o wax indicado para água quente e o protetor solar (no mínimo fator 50!) resistente à água.

 

Onde Ficar?

Resort, Guest Houses e Surf Camps

Existem várias opções à escolha pelas várias regiões. Os resorts são evoluídos e oferecem um excelente nível de conforto, sendo localizados, maioritariamente, junto a praias paradisíacas e spots de surf. As Guest Houses são outra das opções, ficando mais em conta, mas não perdendo o conforto. Por aqui, são também bastante habituais os Surf Camps, onde é possível ter uma maior versatilidade de alojamento, ao mesmo tempo que se usufrui de vários programas de surf. 

+ INFO

SURF SRI LANKA

A diversidade é imensa, sobretudo a sul, onde se situam a maioria dos spots. Apesar de o Sri Lanka não possuir ondas de classe mundial, com exceção de Arugam Bay, aqui podemos encontrar desde beach breaks a reef e point breaks, onde a consistência é uma das melhores características. Tudo isto faz do Sri Lanka um destino ao alcance de surfistas de todos os níveis.

ARUGAM BAY

Arugam Bay é o destino ideal para os amantes de ondas longas e um ponto de culto da região sudeste do Sri Lanka, sobretudo para os surfistas mais aventureiros. Aqui são os point breaks, maioritariamente de direita, que fazem as delícias dos surfistas. Uma dessas ondas, The Point, faz parte do roteiro de sonho de qualquer surfista-viajante que se preze, estendendo-se ao longo de uma baía, que nos dias perfeitos pode oferecer viagens intermináveis.

 

Uma longboard pode ser uma excelente alternativa em vários picos da região, havendo ainda assim, bastante espaço para um surf mais performativo. Foi aqui que o australiano Julian Wilson conquistou o seu primeiro grande campeonato, quando em 2010 se realizou em Arugam Bay uma prova do então World Qualifying Series (WQS).

 

É uma região mais virgem em termos de natureza, rica em vida selvagem e com paisagens paradisíacas. Na praia de Pottuvil podem por vezes ser vistos elefantes selvagens a passear. O Kumana National Park e o Santuário de Kudumbigala a sul, a cidade de Pottuvil mais a Norte são alguns dos pontos de interesse da região.


DESCOBRIR

COSTA SUL

A Costa Sul, cuja capital é Galle, é uma das regiões de surf mais conhecidas do Sri Lanka, sendo Hikkaduwa a praia mais concorrida por causa dos seus A-frames. O swell é constante, o que faz com que raramente exista um dia flat, embora o vento onshore por vezes possa surgir nas épocas do ano menos recomendadas.

 

Ao longo da costa entre Hikkaduwa e Matara existem várias opções de ondas para todos os níveis de surf. Além dos reef breaks existem também alguns beach breaks, que compõe a marca de versatilidade e diversidade da região em termos de ondas, como é o caso da baia de Weligama, muito procurada pelos surfistas iniciados.

 

A região colonial de Galle tem ofertas que vão bem além do surf e do mergulho nos belos corais locais, com os inúmeros templos budistas ou o Pico de Adão, uma montanha que oferece uma vista graciosa. Os elefantes e os macacos são outras das atrações locais. Diversão noturna também não falta por Hikkaduwa e Mirissa.


DESCOBRIR

O que procuras?

Programa
Todos
Surfing Solo
Surf Boats
Surf Resorts
Guest Houses
Surf & Yoga
Quando
Todo o Ano
JAN A FEV
MAR A ABR
MAI A JUN
JUL A AGO
SET A OUT
NOV A DEZ
Nível de Surf
Todos
Iniciado
Intermédio
Intermédio/Avançado
Avançado

As nossas ofertas SRI LANKA