PERU

O PAÍS DA ONDA MAIS LONGA DO MUNDO

Na costa oeste da América do Sul fica um dos destinos mais ricos em surf e na cultura mágica que lhe está associada. É aqui que se encontram algumas das ondas mais longas do Mundo, com Chicama a ser a rainha de todas elas. Surfar uma onda durante mais de dois minutos, com muita diversão e sem sair da prancha? Sim, é possível. E o Peru é o local certo!


Mas, para além dos quilométricos point breaks de esquerda, há inúmeras ondas de classe mundial espalhadas por toda a costa, desde beach breaks a locais ao gosto dos amantes das ondas grandes. Diversidade é algo que não falta!


Embora o nascimento do surf esteja associado ao Havai, os peruanos reclamam para si os direitos de terem sido os primeiros a surfar ondas, graças às totoras, também conhecidas como caballitos del mar. Estas embarcações milenares permitiam aos povos antepassados deslizarem pelas ondas que banhavam a costa.


Todas essas tradições tornaram o Peru num dos países com maior cultura surfista do planeta. O povo local é bastante afável, ligado ao mar e à natureza, que não se cansam de proteger. É por isso natural que, recentemente, a pequena e histórica cidade de Huanchaco se tenha tornado na Primeira Reserva Mundial de Surf da América Latina.


Clima

A localização do Peru, que se situa numa latitude tropical e bem próximo da linha do equador, conferem-lhe um clima bastante diversificado, dependendo da região em que se está. A costa tem um clima mais moderado, húmido e com pouca precipitação. A região montanhosa tem chuva frequente no verão e torna-se gelada, por exemplo, quando falamos dos Andes. Já a zona amazónica é tropical, sendo caracterizada por muita chuva e temperaturas altas.


Época

O Peru é um dos países mais consistentes do Mundo, muito por culpa da posição que ocupa geograficamente. Situada logo abaixo do Equador, a costa oeste peruana está exposta na perfeição para receber swells do Pacífico Sul mas também de Oeste e Noroeste, fazendo com que a consistência seja elevada ao longo de todo o ano. É raro encontrar dias flat durante a Primavera, Outono e Inverno. Nestas alturas o período da ondulação anda sempre à volta dos 20 segundos. Apenas o Verão, que no hemisfério sul é entre Dezembro e Março, apresenta alguma quebra.


Chicama

Localizada na região de La Libertad, a norte do Peru, Chicama é um local místico e digno de recordes do Guinness. O ex-líbris local é uma longa esquerda, que fica no porto local e pode atingir facilmente os 2 quilómetros de comprimento, desde que quebra até ao inside. Esta é também uma zona abençoada por vento offshore e pouco crowd. Outras ondas não faltam na região, sobretudo esquerdas e igualmente longas. Chicama fica ainda relativamente perto de Huanchico, a primeira Reserva Mundial de Surf da América Latina.

 

Material Recomendado

Nos meses de Verão é possível surfar de fato curto, mas nos outros recomenda-se um 3/2. É essencial levar material extra, de forma a prevenir eventuais acidentes. Chop e quilhas a mais, cordinha, wax para água normal, e muito protetor solar, uma vez que estamos perto do equador. Uma longboard pode ser uma boa opção para o quiver e os mais corajosos também podem levar as suas guns, mas um quiver básico chegará para disfrutar da oferta local. Ter repelente para os mosquitos é obrigatório.


Onde Ficar?

Resorts, Guest Houses e Surf Camps.

Existem várias possibilidades de alojamento e todas elas com a marca da proximidade ao mar. É possível ter uma estadia em resorts com luxo e conforto à mistura, ficando bem perto da costa e dos principais spots. As Guest Houses são outras das opções, ficando mais em conta, embora com uma qualidade distinta. Os Surf Camps dão ainda a possibilidade de uma estadia flexível, bem junto aos melhores picos.


Vacinas, Passaporte e Visto

É exigida, nos passaportes, uma validade mínima de 6 meses a contar desde o dia que entram. Os cidadãos portugueses não necessitam de visto para entrada na República do Perú.
Sendo a hepatite, a disenteria e o dengue endémicos, não é aconselhável a ingestão de água corrente ou de legumes ou frutas por desinfetar.
São recomendáveis as vacinas contra a hepatite, a febre tifoide, o tétano e a pólio. É também recomendável a proteção contra as queimaduras dos raios solares, que são muito fortes em virtude da proximidade do equador.
Os cuidados a observar variam ainda de acordo com as três regiões naturais em que se divide o Peru: Na selva é recomendável a vacina contra a febre amarela e a proteção contra a malária - uso de repelentes, vestir roupas de mangas compridas, especialmente ao amanhecer e anoitecer. Poder-se-á fazer a profilaxia contra a malária.
Na serra, a altitudes superiores a 3000 metros de altitude, como por exemplo em Cusco, pode ocorrer nos primeiros dias o soroche, ou "mal da altura", caracterizado por dificuldade em respirar, cansaço e dores de cabeça. As pessoas com problemas cardíacos deverão consultar o seu médico antes de viajar para estas zonas.

SURF PERU

Por aqui existe surf para todos os gostos, desde longas esquerdas, ondas grandes ou beach breaks. Contudo, a principal marca do Peru são as ondas quilométricas, detentoras de recordes do Guinness e oferecedoras de duradouras e divertidas surfadas, daquelas que nem nos melhores sonhos são possíveis de imaginar. A oferta é variada ao longo da costa oeste, a única banhada pelo mar. Tanto a norte, onde se situa Huanchaco e Chicama, por exemplo, como a sul, ou mesmo na região da capital Lima, onde fica o mundialmente famoso spot de ondas grandes Pico Alto, é possível encontrar várias ondas de classe mundial.

CHICAMA

Chicama afirma-se como o paraíso para os adeptos da diversão em cima de uma prancha de surf. Aqui as ondas podem atingir mais de 2 quilómetros. A esquerda de Chicama é a rainha da região norte do Peru. É fácil perceber a razão, pois não é qualquer ponto do globo que oferece a possibilidade de surfar ondas intermináveis sem ter que sair da prancha. Que o diga o Cristobal de Col, uma das estrelas do surf local, que em 2012 estabeleceu ali o recorde do Guinness para a maior onda surfada em comprimento. O jovem peruano conseguiu realizar 34 manobras numa só onda, surfando-a durante 2 minutos e 20 segundos. Resume-se Chicama apenas a isto? Não. Pela zona existem mais ondas, muitas delas com características idênticas. Quase todas com pouco crowd. Nesta região peruana a média de distância percorrida por onda vai, certamente, ascender aos três ou quatro dígitos no final da viagem. O que pedir mais? Proximidade com as imponentes paisagens montanhosas dos Andes e a tropicalidade da floresta Amazónia desenham o quadro completo.


DESCOBRIR

O que procuras?

Programa
Todos
Surfing Solo
Surf Boats
Surf Resorts
Guest Houses
Surf & Yoga
\\
Quando
Todo o Ano
JAN A FEV
MAR A ABR
MAI A JUN
JUL A AGO
SET A OUT
NOV A DEZ
\\
Nível de Surf
Todos
Iniciado
Intermédio
Intermédio/Avançado
Avançado
\\

As nossas ofertas PERU

CHICAMA BOUTIQUE HOTEL & SPA

CHICAMA BOUTIQUE HOTEL & SPA

PERU | CHICAMA

Este é um resort intrinsecamente ligado ao mar e ao surf, ou não estivesse situado mesmo em frente a uma das principais secções da famosa onda de Chicama, à qual dá o nome, sendo ainda propriedade de um histórico surfista local.

  • PREÇOS SOB CONSULTA